O QUE ANDO A PUBLICAR

sábado, 6 de junho de 2015

Palmas para Viviane


Três palavras para descrever o concerto a que assisti ontem à noite: um momento inesquecível. No primeiro de dois espectáculos comemorativos dos 10 anos de carreira a solo, no Auditório Municipal de Olhão, Viviane entrou em palco e a sua voz inundou a sala. Num primeiro tema, sem acompanhamento musical, a cantora afirmou-se serena e segura, numa confiança que só a maturidade confere. Num estilo único que entrelaça o melhor do Fado, do Tango e da Chanson francesa, a voz de Viviane enaltece os seus próprios poemas e outros de grandes nomes como Amália e Ary dos Santos ou José Luís Peixoto. Sem esquecer uma palavra de gratidão ao tempo dos “Entre Aspas”, banda da qual foi vocalista durante 15 anos, e ao poeta olhanense Fernando Cabrita, o momento alto da noite foi a entrada em cena do couro do Conservatório Municipal de Olhão, a acompanhar o magnífico tema “A vida não chega” do álbum “Amores imperfeitos” de 2005. O jogo de luzes e os efeitos cénicos, aliados à magia das vozes juvenis, criou um momento arrepiante e comovente, certamente memorável para todos os que assistiram. Eu jamais irei esquecer. O concerto repete-se esta noite e será gravado em vídeo para posteriormente ser transmitido num canal televisivo.  

Para saber mais sobre a cantora:
Leia a entrevista
Oiça a discografia

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se gostou deste artigo, ou tem uma palavra a acrescentar, agradeço imenso que deixe o seu comentário.