O QUE ANDO A PUBLICAR

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Destroços vitais

Olha à tua volta e repara: quantas inutilidades acumulas em teu redor? Ruínas de amores defuntos, mensagens com respostas impossíveis, objectos sem estante, roupas triplicadas eternamente sem uso. É assim a vida, sempre tão desarrumada. Ideias que não cabem em gavetas, demasiados assuntos sem espaço ou resolução. Terás sempre as janelas por onde podes escancarar-te em gritos de liberdade. Queres ser mais feliz? Rasga papel e oferece-o ao vento. Despe o guarda-roupa e agasalha os pobres. Limpa todos os teus recantos, escorraçando as estorvas memórias de pessoas e tempos irrepetíveis. Mais leve, abandonado de ruídos, caminharás no equilíbrio do silêncio e todos os teus pensamentos serão paz.  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se gostou deste artigo, ou tem uma palavra a acrescentar, agradeço imenso que deixe o seu comentário.