O QUE ANDO A PUBLICAR

domingo, 8 de setembro de 2013

Anos apressados


Nasci tarde demais
Num corpo de trinta anos
E eu que tinha tantos planos

Despertei tarde demais
Para desfazer desenganos
E eu que tinha tantos planos

Tantos e cada vez mais

Cresci cedo demais
A correr pelos anos
A passos largos, sem vagar
Afinal eram tantos os planos
Tantos que não podiam esperar

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se gostou deste artigo, ou tem uma palavra a acrescentar, agradeço imenso que deixe o seu comentário.