O QUE ANDO A PUBLICAR

sábado, 21 de setembro de 2013

Depois de nós



Os filhos

Vontades próprias que nascem em nós

Jorrando sangue, rasgando carnes

Fazem-se ouvir

Num choro que abafa o grito

São alegrias de curar dor

Ecos de continuidade

Nós depois de nós

A vida que fica

Depois de sermos só silêncio

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se gostou deste artigo, ou tem uma palavra a acrescentar, agradeço imenso que deixe o seu comentário.